Raposa Crítica
Sorteio Harry potter 20 anos especial grifinória
FREEBIES
Guias TERA Online

Maratona Literária de Carnaval 2017

Não sou a maior entusiasta do carnaval não. É calor, é gente soada, bêbada, música alta e bagunça demais pro meu coraçãozinho. Contudo, não posso dizer que não curto o feriado prolongado, não é verdade?

São cinco dias sem faculdade (não literalmente mas vamos nos iludir) e sem trabalho. Muitas horas a mais para fazer coisas que amamos. Alguns querem pular carnaval, eu resolvi me promover uma pequena maratona literária de carnaval, já que em fevereiro li bem menos que em janeiro por causa da faculdade e seu 2016.2 eterno.

Para este período eu escolhi 3 obras para finalizar e um bônus, que se tudo der certo inicio a leitura antes do fim do feriado. Vamos conhecer?

O Demonologista – Andrew Pyper

"'A maior astúcia do Diabo é nos convencer de que ele não existe', escreveu o poeta francês Charles Baudelaire. Já a grande astúcia de Andrew Pyper, autor de O Demonologista (DarkSide® Books, 2015), é fazer até o mais cético dos leitores duvidar de suas certezas. E, se possível, evitar caminhos mal-iluminados." – Skoob

Comprei esse livro em janeiro e ele tava ali na minha estante implorando para que o lesse. Mesmo estando com outras obras em mãos e inacabadas, não resisti. Li uma quantidade massiva de resenhas negativas sobre a obra, e conforme vou avançando a leitura fico me perguntando se eles leram o mesmo livro que eu.

Escrevi ensaios sobre milagres – leprosos curados, água transformada em vinho, exorcismos -, mas nunca vi um truque de mágica que não conseguisse decifrar. Minha justificativa para essas evidentes contradições é que há coisas que têm significado, cultural, mesmo sem existir. O Diabo, anjos. Paraíso. Inferno. Eles são parte de nossas vidas mesmo que nunca tenhamos visto, e nunca vejamos, ou tocado nelas, provado que elas são reais. Coisas que nos questionamos. – Pág. 19

As Últimas Quatro Coisas – Paul Hoffman

Foto publicada no IG @jadeamorimblog.

"Voltando ao Santuário dos Redentores, Thomas Cale é avisado pelo Lorde da Guerra que a destruição da humanidade é necessária, a única maneira de desfazer o maior erro de Deus. Cale aparentemente aceita o seu papel no fim do mundo: foi destinado a ser a Mão Esquerda de Deus, o Anjo da Morte. O poder absoluto está a seu alcance, o ardor aterrorizante e poderio militar dos Redentores é uma arma para ele utilizar tão simplesmente quanto uma vez utilizara uma faca." – Skoob

Este livro é o segundo volume da trilogia A Mão Esquerda de Deus, cujo primeiro livro eu li em… 2014? Talvez 2013. Não que eu não tenha gostado da história, pelo contrário. Sou uma fã de carteirinha de obras com releituras históricas misturada com distopias. Contudo, talvez grande parte da culpa desse livro ter ficado encalhado tenha sido do próprio autor. O estilo de narrativa dele é exatamente o que eu não gosto: longo demais, detalhado demais. É brochante tu abrir um livro cujo um único parágrafo ocupa quase uma página inteira. Olá Tolkien, que sirva de indireta para você também.

Contudo, como eu realmente gosto do que é contado (apesar de não curtir como é contado), terminarei a leitura. E terminarei a trilogia inteira. Só o ritmo que está sendo bem mais lento que costumo manter.

Morte. Julgamento. Céu. Inferno. As últimas quatro coisas que me apego.

Love Hina – Ken Akamatsu

"A história narra as desventuras de Keitarô Urashima, um jovem desajeitado que sonha com a aprovação na Universidade de Tóquio, depois de ter sido reprovado duas vezes. Ele também não é muito habilidoso nas conquistas amorosas. Keitarô vira gerente da Pensão Hinata, e aos poucos vai conquistando as meninas. O rapaz participará do simuladão especial para a Universidade de Tóquio e, apesar de ter feito uma promessa no passado de que entraria em Toudai, sua terceira reprovação está cada vez mais próxima." – Skoob

Se teve uma pergunta que me fiz muito nesse último mês foi: Por que eu comprei a coleção inteira deste mangá? Ao longo de 14 meses eu fui à banca concluir essa coleção. Apesar de ter todos os volumes na estante, nunca tinha lido. Mas eu gostava de desenhar as personagens e do traço do Ken.

O negócio é: que história chata. Sério. Superficial, clichê, cheio de cenas sexualizadas apenas para vender. Li um ou dois volumes antes decidir que venderia a coleção para liberar espaço na estante para coisas que gosto. Mas antes de vender decidir que concluiria a leitura. E foi o que eu fiz durante todo o mês de janeiro, um volume aqui e outro ali. Faltam 4 e desse feriado não passa.

"Sonhos, ilusões, são tudo o que eu tenho. Se eu viver sem eles, não terei nada."
– Keitarô Urashima (Love Hina)

Bônus: Battle Royale – Koushun Takami

Foto publicada no IG @jadeamorimblog.

"Battle Royale é um thriller de alta octanagem sobre violência juvenil em um mundo distópico, além de ser um dos best-sellers japoneses e mais polêmico entre os romances. Como parte de um programa implacável pelo governo totalitário, os alunos do nono ano são levados para uma pequena ilha isolada e recebem um mapa, comida e várias armas. Forçados a usarem coleiras especiais, que explodem quando eles quebram uma regra, eles devem lutar entre si por três dias até que apenas um "vencedor" sobreviva. O jogo de eliminação se torna a principal atração televisiva de reality shows. Esse clássico japonês é uma alegoria potente do que significa ser jovem e sobreviver no mundo de hoje." – Skoob

Toda vez que eu leio algo sobre Jogos Vorazes eu dou um pouco de risada. Não conheço UMA pessoa que tenha tido contato com Battle Royale e não diga que Suzanne Collins praticamente fez uma cópia mal feita dessa grande distopia. Apesar disso, não espere encontrar nada como a obra de Suzanne.

Este clássico da literatura japonesa de 1999 já foi adaptado para tudo quanto é mídia: mangá, filme, anime, etc. Conheço bem a história, mas confesso que ficava meio com preguiça de encarar as quase 700 páginas do que originou tudo isso. Muito mais explícito, sangrento e violento que a obra norte americana, coloquei na minha meta de leitura de 2017 e é o maior livro da mesma. Pretendo começá-lo ainda nesse carnaval (se a meta do desafio for cumprida), com esperanças de que conseguirei concluí-lo ao longo de março.

“Shuya, porém, odiava que as pessoas fossem julgadas apenas por boatos. Alguém disse certa vez que, se for possível constatar com os próprios olhos, não há razão para dar ouvido ao que os outros falam.”
Bora lá atrás dos "Rastros de Sangue"
A ficção de 'As Primeiras Quinze Vidas de Harry August'
Sorteio Harry Potter e a Pedra Filosofal 20 anos, edição especial Grifinória

26 comentários
  • Ana Letícia

    Olá, tudo bem? O meu carnaval se resumiu a ficar gripada, mas até que estou ficando melhor e colocando a leitura em dia. Da sua lista, eu conheço Love Hina e Battle Royale. Sabe quando era criança, comecei a ver anime com a minha irmã e os amigos delas empestaram para nos uns DVDs de Animes, um deles era o Love Hina, achei a historia divertida na época, mas como vc disse tem um pouco daquele lado Ecchi que hoje em dia não me atrai. Battle Royale ta na minha lista há um bom tempo, estou louca para comprar-lo, pois gosto da temática. Os outros livros que você citou não sei se iria gostar, tipo As Últimas Quatro Coisas, pois narrativas longas e detalhadas não conseguem me prender.

    Tchauzinho e até logo.

    Responder
    • Jade Amorim

      Nossa, ficar doente em feriado é péeeeessimo! Acho que naquela época Love Hina era até legal, mas hoje é super clichê né? E Battle Royale é maravilhoso, recomendo demais a leitura!

      Responder
  • Nath

    Oi!

    Eu sempre quis saber como é a história de Love Hina, pois me lembro que anos atrás quando conheci o mundo dos animes e mangás, muita gente falava desse mangá. Eu nunca me interessei muito por ele e agora já sei que não vai ter nada do meu agrado ali hehe

    Minha meta pra esse ano é ler Battle Royal! Eu comecei, mas realmente dá uma preguiça esse livro enorme… Eu vi o filme e lembro de ter lido o mangá, mas não inteiro.

    E olha, preciso dizer que aqui fora parece que o Carnaval está acontecendo no Brasil desde o dia primeiro de fevereiro! Eu pensei tinha sido no começo do mês até de tanto que estão falando de bloco e festa, mas não! hahaha

    Beijos!

    Responder
    • Jade Amorim

      Nath, Love Hina nem é tão bom assim, é bem clichê, mas é considerado um clássico, fazer o quê né? rs
      Battle Royale é maravilhoso, devorei ele em apenas três dias e nossa, humilha completamente o mangá e o filme! XD

      Responder
  • Mari

    Eu também fiz um planejamento, mas fica meio complicado escolher entre assistir séries, ler ou blogar, haha! É muito POUCO tempo para MUITA coisa para fazer, hehe! Espero que você consiga ler todos!

    Bjos, Marinspira <3

    Responder
    • Jade Amorim

      Menina, eu tento conciliar, viu? Faço meio que uma meta do dia para cada coisa e vou tentando cumprir! hahahaha

      Responder
  • Luana Souza

    Concordo com cada palavrinha do que você disse sobre Carnaval haha. Também não gosto, e prefiro ficar em casa lendo (estou planejando terminar de ler O Estranho Mundo de Zofia) e ver alguns filmes <3

    Oh, e eu adorei as suas indicações! Não conhecia nenhuma das obras 🙂

    Responder
    • Jade Amorim

      Luana, espero que suas leituras tenham sido incríveis, viu? <3

      Responder
  • Betânia Duarte

    Como eu passei pro segundo semestre da faculdade minhas aulas só começam lá perto de agosto então não faz diferença pra mim ser feriado, hahah
    Mas mesmo assim quero aproveitar bastante pra ler :))
    Não conhecia nenhum dos livros da sua lista…
    Beijo!

    Sorriso Espontâneo

    Responder
    • Jade Amorim

      Menina que maravilha essa suas férias prolongadas! Leia muuuuito e aproveite!

      Responder
  • Kelly Mathies

    Não sabia sobre esse plágio, ou será inspiração rs, do Jogos Vorazes. Acho que jamais imaginaria algo sobre o assunto, já que JG é tão aclamado. Quanto aos livros, eu não conheço nenhum deles, mas tô passando o carnaval bem pertinho dos livros ´também. Já finalizei uma leitura e comecei outra. Acho que vai render muitas histórias ♥

    Responder
    • Jade Amorim

      Menina, Jogos Vorazes é aclamado porque é norte americano, mas é sério, quando eu li Battle Royale eu fiquei até meio chocada de tão idêntico o sistemas dos jogos é parecido! Apesar de que fica apenas nos jogos, o universo e etc não conta! rs

      Responder
  • letras e costuras

    Desses já li apenas o demonologista e tenho muita curiosidade com battle royale, sempre vejo diversas pessoas elogiando! 🙂 baita carnaval :***

    Responder
    • Jade Amorim

      Menina, é maravilhoso e vale cada elogio, pode ter certeza!

      Responder
  • Hanna Carolina

    Oi Jade, tamo jt no bloco de leitura no carnaval! kkkkkkk
    Não sou mt chegada em sair pulando no meio da multidão… prefiro ler meus livros em casa e tranquila…
    Gostei das suas escolhas. Desses livros eu queria ler o Battle Royale.
    Bjks!
    http://www.mundinhodahanna.blogspot.com

    Responder
    • Jade Amorim

      Hanna, super recomendo a leitura de Battle Royale! Devorei ele em apenas 3 dias e é maravilhoso!

      Responder
  • Jeniffer Yara

    Minha maratona de leitura do carnaval é linkada com a maratona de 3 blogs e cada uma fez um desafio diferente que, como coincidiu nas leituras que eu já tinha pensado no começo do ano, acatei. Quero ler Maus, A ordem dos livros e Primo Basílio e surgiu um bônus também que é o Máquina de Fazer Espanhóis, presente de aniversário irresistível que eu já comecei a ler <3 haushu' Odeio carnaval também, mas amo o feriado. Mesmo em época de TCC e artigos pra publicar, vou fingir que tenho tempo livre o bastante pra assistir minhas séries e ler meus livros.

    Responder
    • Jade Amorim

      Menina, eu preciso me aproximar de outras blogueiras literárias porque confesso que to perdidinha nesse universo e acabo fazendo as coisas tudo sozinha!
      E parece até pecado desperdiçar feriado para trabalhar e estudar né? rs

      Responder
  • Divana

    Oi Jade!
    Fiquei interessada em ler O Demonologista. Eu nunca tinha pensado que teria uma história como mostra na quote que você colocou no texto.
    Vou fazer uma mini maratona de leitura também no carnaval, já que não gosto de sair por aí também, e estudar umas línguas novas, hahaha.

    Responder
    • Jade Amorim

      Divana, Demonologista é um livro super interessante, viu? Espero que goste. 😀

      Responder
  • Mandy

    Achei interessante o primeiro e me deu até curiosidade em ler, pelo jeito que você o descreveu. De fato as vezes nem sempre é bom nos guiar por resenhas pra ler o livro (mesmo que a grande maioria dos que me foram indicados até agora me agradaram). Por exemplo, eu não gostei nenhum pouco do livro "Cabana" e por mais que eu forçasse a barra pra terminar a leitura, não deu pra mim. Mas, por outro lado, final do ano passado eu vi o quanto tinha gente que pensava ao contrário de mim e que amou o livro (até então eu só via quem tinha detestado haha), de fato gostos são bem relativos.

    Responder
    • Jade Amorim

      Mandy, acho que gosto literário é algo muito próprio né? Eu até leio várias resenhas, mas busco sempre ler as boas e as ruins para criar um parâmetro e dou à minha "vontade de ler" o título prioridade! 😀

      Responder
  • Rayanne Buchweitz

    Eu até que curto festas, barulhos e muitas pessoas mas ainda assim não consigo gostar do Carnaval e confesso que nunca me esforcei muito pra entrar na onda ainda assim é muito bom o feriado prolongado (apesar de mesmo assim ter que trabalhar, sou uma das poucas pessoas que trabalha em um lugar que, infelizmente, não fecha). O Demonologista não me prendeu em nada, tento pegar ele a meses e até agora só tenho gasto fichas da biblioteca hahah Já Battle Roy[ale me chamou a atenção, não tenho nem coragem de chegar perto das 700 páginas dele mas confesso que sempre que leio uma resenha dele caio de amores, espero um dia ser corajosa o suficiente pra enfrentar ele! Beijão Jade

    Responder
    • Jade Amorim

      Nossa ray, sério que demonologista não te prendeu? Eu gostei tanto. Tipo, um 4/5, mas ainda assim! E olha, li Battle Royale em 3 dias e ELE É MARAVILHOSO TÁ???? <3

      Responder
  • Viviane Oliveira

    Babe, eu já pulei muito Carnaval e até gosto bastante! Acredite, acredite! Mas depende do meu humor (ele não anda muito bom ultimamente, mas nunca se sabe). Adorei o post e as dicas literárias que você deu. Aliás, acho o seu gosto literário incrível! Vou aproveitar o Carnaval para colocar alguns livros em dia.

    Beijão, Jade ❤

    Responder
    • Jade Amorim

      Nunca gostei de carnaval, acredita? Gosto das fantasias, mas sair de casa deusolivre! hahahahahaha

      Responder

Receba as novidades: