Raposa Crítica
Freebie Banco de Ideias
Resenhas Literárias
GUIAS TERA ONLINE

O poder das escolhas em Life is Strange

Existe sempre um momento em que você para e pensa sobre todas as escolhas da sua vida. Se disse a coisa certa, se era realmente necessária aquela discussão ou se a omissão tinha sido realmente uma boa opção.  O problema é que a gente só pode descobrir depois de ter acontecido, e depois de acontecido não podemos mudar. Mas não em Life is Strange.

Tradução: Ok, eu vejo que você é uma geek com uma grande imaginação, mas isso não é um anime ou um video game.

Tradução: Ok, eu vejo que você é uma geek com uma grande imaginação, mas isso não é um anime ou um video game.

Eu não sabia exatamente sobre o que esperar quando resolvi comprar esse jogo. Sendo bem honesta, eu não sabia sequer o motivo de comprá-lo, já que quando terminei o download, eu malemá conhecia a história. Eu só sabia duas coisas: as escolhas que eu tomasse durante o game mudariam os acontecidos em menor ou maior escala e que eu ia chorar bastante.

Pelo menos foi isso que todos os meus amigos que conheciam o game me alertaram num primeiro momento. Você vai chorar e muito, se prepara.

Não sei se essa minha falta de preparação para a história foi boa ou ruim, mas sei que tive muitos momentos de decepção e adoração com o game. É uma história em que você se envolve e você chora, fica com raiva, se frustra e se apaixona junto com os personagens.

A nossa protagonista é a típica hipster deslocada e invisível que tenta ser legal com todo mundo, tem muito talento e medo de se mostrar. Fato bem demonstrado nos primeiros minutos em que fica clara a insatisfação do professor pela aluna que ele tanto acredita no potencial se recusar a entregar a fotografia para a competição de uma exposição chamada "Everyday Hero (herói de todos os dias)".

Vai ter um momento da história em que você, com certeza, vai achar

que fez todas as escolhas erradas possíveis.

Passando por mistérios como assassinatos e o poder sobrenatural de Max, a história ainda é o típico slice-of-life de adolescentes, e os autores aproveitaram para com isso tocar em temas muito sensíveis como bullying, suicídio, depressão, drogas e sexualidade.

 

 

Na pichação: Max é uma feminazi. Na legenda: Bem-vindos a 1950.

Na pichação: Max é uma feminazi. Na legenda: Bem-vindos a 1950.

Como o bom jogo indie que é, Life is Strange tem uma soundtrack com músicas do estilo muito agradáveis e apaixonantes, os cinco episódios te guiam para o que poderia ser mais um drama adolescente entediante, mas não tem como dizer que esse jogo é menos que encantador. É uma história sobre amizade, sobre nossos demônios e sobre como as coisas poderiam ser muito diferentes se tivéssemos a chance de voltar e mudar pelo menos uma resposta.

O primeiro episódio de Life is Strange está disponível gratuitamente por tempo indeterminado na Steam Store e apesar do jogo não ter uma tradução oficial para o português, você pode fazer download e ver as instruções de como instalar a tradução feita por fãs nessa página do fórum.

'Para Cada Infinito' me fez querer jogar RPG!
A visão sobre a mulher de Zack Magiezi em 'Notas sobre Ela'
Refúgios e histórias em 'Minha Vida Fora dos Trilhos'

Receba as novidades:

5 comentários
  • Divana

    Já quero jogar!!!! <3
    Vou no Steam daqui a pouco pra baixar!
    Obrigada Jade!

    Responder
  • Viviane Oliveira

    Awn, vou ouvir essa playlist, babe ✨
    Beijão

    Responder
    • Jade Amorim

      Ela é ótima para quem gosta de música indie, o que é meu caso! XD

      Responder
  • KARINE

    Jade, amei muito seu post! Baixei esse jogo já faz um tempinho e meio que sabendo mais ou menos sobre a história dele (isso de ser em capítulos é algo muito legal!), mas meio que larguei ele aqui esquecido, hahaha. Vou me esforçar pra conseguir jogar nesse fds, e já tô ouvindo a playlist (que assinei) e tô amando <3 beijos!

    Responder
    • Jade Amorim

      Karine, super recomendo que você jogue um pouco sim, e pode ter certeza que você vai começar e vai amar. e não vai querer parar mais!
      A playlist é muito amorzinho mesmo!

      Responder

Receba as novidades: