Raposa Crítica

Raposa Crítica

Freebie Banco de Ideias
Resenhas Literárias
GUIAS TERA ONLINE

Mais você

Ela é bonita, inteligente, rica e popular. Todos os caras dão em cima dela, e fingem que não te veem, mesmo que você esteja na frente da garota. Ela é a queridinha, e você não tem mérito algum. Você não chega aos pés da perfeição dela. E se sente mal com isso.

Mas vamos lá, ela não é tão perfeita assim. E mesmo que seja, tudo que é perfeito, é chato, enjooa! Você sabe que é boa, você tem algo que a faz te admirar. Caso contrário, ela nem chegaria perto de você. É nisso que você tem que se focar. No que você é, e não no que ela é.

Ela tem auto-estima alta e é isso que a faz ser amada por todos. Já ouviu aquele ditado em que se diz "Se você não fizer, quem fará por você?". Então, é a mesma coisa. Você tem que entender que igual, você não vai ser, mas também tem que levar em consideração que você é alguém, e alguém capaz.

Só depende de você para eles te notarem, você não será descoberta do nada. Não espere isso. Se faça mostrar, deixem eles ver a pessoa maravilhosa que você é. Você quer, você pode, você faz.

Pauta para o TDB – Como conviver com aquela amiga "perfeita"?

_____________________________________________________________

Obs: isso ficou com cara de livro de auto-ajuda. Mas abafa amores. Espero que gostem, estou numa pressa tão grande que não posso nem responder os comentários. Vou viajar amanhã (sexta) só volto no domingo. Então, assim que puder respondo os coments.

Osb²: Já fiz altas assinaturas, não só ajudei como aprendi também. Caso queiram dar uma olhada, é só entrarem no meu perfil do twitpic. Caso se interessem me deixem um comentário com o msn para contato.

Obs: meus amores, estou trocando de lay, então se as coisas ficarem meio estranhas aqui, não se assustem! É uma questão de tempo, apenas. Se não der para comentar, por favor, me mandem
um e-mail (jadeamorim@hotmail.com) com o link de seus blogs e o seu coment.

Beijos, Jade..!
Promoção – Descobrindo as Delícias da Leitura
Sobre Ovos de Páscoa
A porta da rua é a serventia da casa

Receba as novidades:

Anime

Por muitos anos, desde a época em que ainda estudava à tarde e era filha única, minha fiel escudeira era a televisão. Era muito tímida, tinha pouquíssimas amigas, e nas férias passava a maior parte do tempo sozinha, quer dizer, eu e a tv.

É claro que a única coisa que me agradava eram os desenhos. Passava horas diárias fascinada com as aventuras mirabolantes de animais que falavam. Foi assim que tive o primeiro contato com um anime (que me chamasse a atenção) em toda a minha vida, o nome do mesmo era Sakura Card Captors. Os olhos grandes, o cabelo colorido, as caretas extremamente engraçadas sempre foram algo muito atrativo.

Alguns anos depois veio Inu Yasha, nesta época já tinha um computador para mexer e começei a pesquisar tudo, enchi de fotos.

Porém o tempo passou, e essas coisas foram caindo no esquecimento. Não que do nada aquilo para mim se tornasse "coisa de criança", animes nunca foram para crianças. A maioria sempre teve algo sexualmente apelativo – os japoneses são bem tarados! -.

Estes desenhos são coisas que em filmes com pessoas de verdade, nunca ficariam bom. São onde você pode usar a fantasia como quiser e para quê quiser, seja para fazer algum desenho educativo infantil ou um hentai (pesquisa no google o significado).

Pelo Wikipédia anime é:

Anime (アニメ, Anime por vezes escrito Animê/é) é o nome usado para se referir a qualquer produto de animação (ou "desenhos animados") produzido no Japão. A palavra anime tem significados diferentes para os japoneses e para os ocidentais. Para os japoneses, anime é tudo o que seja desenho animado, seja ele estrangeiro ou nacional. Para os ocidentais, anime é todo o desenho animado que venha do Japão. A origem da palavra é controversa, podendo vir da palavra inglesa animation (animação) ou da palavra francesa animée (animado), versão defendida por pesquisadores como Frederik L Schodt e Alfons Moliné. Também pode ser denominado japanimation em inglês. A palavra não precisa ser lida como oxítona, pois na língua japonesa não existe diferenciação entre paroxítonas e oxítonas. Ao contrário do que muitos pensam, a animação não é um género, mas um meio, e no Japão produzem-se filmes animados com conteúdos variados, dentro de todos os géneros possíveis e imagináveis (comédia, terror, drama, ficção científica, erótico etc). Alguns animes, uma boa parte, possuem sua versão em mangá, os quadrinhos japoneses. Mangá quer dizer "figuras irresponsáveis", pelo humor e espirituosidade nelas contidas e em suas situações, desenvolvidas mais tarde numa estrutura de história em quadrinhos por Rakuten Kitazawa. Às vezes, pode-se encontrar o termo para designar os animes no mercado estrangeiro. Os animes e os mangás se destacam principalmente por seus olhos geralmente muito grandes, muito bem definidos, redondos ou rasgados, cheios de brilho e muitas vezes com cores chamativas, para que, desta forma, possam conferir mais emoção aos seus personagens. Animes podem ter o formato de series para a televisão, filmes ou OVAs.
Mas só quem assiste sabe o que é realmente. Pode parecer coisa infantil, e estranha – muito estranha – de eu estar postando no blog onde sempre fui tão profissíonal. Mas é que ontem, numa conversa sobre o twitter, eu acabei me lembrando do quanto a risada que eu dava quando os assistia me faziam bem, e que isso causa um bem estar e uma calma imensa e delíciosa.

Para quem gostou, aqui vão estar a lista dos animes que você tem que assistir, num breve resumo. Quem não gostou, pode pular toda essa parte.

– Inu Yasha

Inu Yasha é uma obra de Rumiko Takahashi, que foi exibido de 16 de Outubro de 2000 à 13 de Setembro de 2004 Japão. Conta a história de Kagome, que é uma garota comum que mora no Japão, e é puxada por um poço misterioso, perseguida por um monstro, e acaba parando no Japão na Época Feudau (Sengoku Jidai), em um vilarejo. Lá encontra Kaede, e enquanto conversam, o mostro volta e tenta matar Kagome, e pegar a Jóia das 4 Almas que está em seu corpo, então ela foge para a floresta. Durante a perseguição, ela encontra Inu Yasha (um meio Youkai cachorro) preso a uma árvore por uma flecha que foi lançada por Kikyou (irmã mais velha de Kaede, namorada de Inu Yasha, mas ambos foram enganados, fazendo com que Kikyou à beira da morte – da qual acreditava ter sido Inu Yasha que a atacou – o lancrasse na àrvore). Ele acorda e pede a Kagome para soltá-lo para salvá-la do monstro que a perseguia. Ela o solta, e ele destrói o monstro. Logo tenta matar Kagome também, para pegar a Jóia das 4 Almas, mas Kaede aparece e joga no pescoço de Inu Yasha um rosário, colar, pedindo para que Kagome fale uma palavra espiritual (qualquer palavra), que ela seria a chave para acalmar Inu Yasha. Ela fala "Senta" (osuwari em japonês) inspirada nas orelhas do Youkai, e ele cai no chão. Eles passam a depender um do outro quando a Jóia de Quatro Almas sai do corpo de Kagome e é acidentalmente quebrada em milhares de fragmentos que acabam por se espalhar, Kagome sente a presença dos pedaços da jóia de quatro almas, e Inu Yasha a protege contra os monstros que aparecem no caminho. Ele quer a jóia para se transformar em um youkai completo e mais poderoso, e Kagome porque a despedaçou e tem essa obrigação. No começo os dois se odeiam, mas depois começam a se apaixonar. Mesmo que Inu Yasha – teimoso como uma mula – negue isso até a morte.

– Hunter x Hunter

Hunter x Hunter (ハンター×ハンター, hanta hanta) é uma série de mangá e de anime do autor Yoshihiro Togashi. Hunter x Hunter conta a história de Gon, Leorio, Kurapika e Killua, que se encontram quando iam fazer o exame para se tornar um Hunter (caçador em inglês), um exame difícil com provas sobre-h
umanas com o objetivo de verificar se o examinado realmente é apto para se tornar um Hunter. Na seqüência são mostrados os encontros e desencontros dos quatro amigos enquanto o autor mostra um pouco mais do imenso mundo que ele próprio criou, misturando RPG, Aventura e Ação.

– Fullmetal Alchemist

Fullmetal Alchemist (鋼の錬金術師, Hagane no Renkinjutsushi) é uma série de mangá por Hiromu Arakawa. Recebeu uma adaptação para anime com 51 episódeos pelo estúdio Bones, exibidos entre Outubro de 2003 e Outubro de 2004, e o longa-metragem Shamballa wo Yuku Mono em Julho de 2005.
A historia começa em uma cidade do interior, chamada Rizenpool, onde vivem os irmãos, Edward Elric e Alphonse Elric. Quando pequenos, Edward e Alphonse perderam sua mãe, Trisha Elric. Desde então Edward pensa que a culpa da morte da mãe foi do pai deles, Hohenheim Elric (Von Hohenheim no mangá ou Hohenheim da luz no anime) que foi embora quando eles eram ainda pequenos. Então os dois irmãos tentam reviver a mãe, usando uma técnica proibida que eles acharam em um dos livros que o pai dele havia deixado na casa. Os irmãos, então, quebram o maior tabu da Alquimia: a Transmutação Humana. Entretanto os irmãos conseguem apenas trazer o corpo da mãe, sem a alma, por terem praticado a transmutação humana, são levados até a Porta da Alquimia, onde o preço do corpo da mãe é cobrado, Edward perdeu sua perna esquerda, enquanto seu irmão Alphonse perde todo o seu corpo. Edward então sacrificou o seu braço direito em troca da alma do seu irmão, que ele selou em uma armadura. Essa é a lei máxima da Alquimia, a "Lei da Troca Equivalente". Edward usa Automails (próteses mecânicas) implantadas no lugar dos membros perdidos, então os irmãos Elric partem em busca da lendária Pedra Filosofal, a qual, reza a lenda, amplia os poderes de um alquimista e através dela, fazendo com que possam ignorar a lei da troca equivalente, de modo que eles poderiam de alguma forma, recuperar seus corpos. Porém, eles não são os únicos intessados no artefato, os Homunculus (seres humanos artificiais), também estão atrás da pedra. Para facilitar a sua busca, Edward entra para o exército, tornando-se um Alquimista Federal (por muitos denominados cães do exército) e passa a ser conhecido pela alcunha de Alquimista de Aço. Eles ainda cruzam o caminho de Scar, um sujeito de poderes misteriosos que busca se vingar de todos os Alquimistas Federais que encontra pela frente. Em sua jornada, os irmãos Elric descobrirão conspirações e ligações entre o exército e os homunculus.
– Ranma 1/2

Ranma ½ (らんま½, Ranma Nibun-No-Ichi, "Ranma Metade-de-Um"), leia-se "Ranma Meio", é uma comédia de anime e mangá de Rumiko Takahashi sobre um menino chamado Ranma Saotome, uma das obras mais conhecidas da autora. Comédia romântica, com muita ação, Ranma demorou quase nove anos para ser escrito, de 1987 a 1996, e rendeu 38 volumes de tankohon.

Ranma Saotome foi treinado desde a infância até aos 16 anos. É estudante de artes marciais que, junto ao pai, Genma Saotome, fez uma jornada de treinamento nas Montanhas Bayankala (Bayan Har Shan) na Província de Qinghai, China. Ali há o campo de treinamento chamado Jusenkyo onde existem diversas fontes amaldiçoadas. Cada uma delas está associada à história de alguém que morreu afogado há centenas ou milhares de anos e quem cair em uma delas transforma-se no ser que morreu afogado nela, seja ele humano ou não. No meio do treinamento, Ranma e seu pai caem, cada um em uma fonte diferente, e acabam amaldiçoados. Depois desse incidente, toda vez que Ranma se molha com água fria, transforma-se em uma bela garota, enquanto seu pai em um enorme panda. Somente o banho com água quente pode reverter os personagens à sua forma original (ainda que temporariamente). No retorno para o Japão, Genma informa Ranma de que está prometido em casamento a uma garota que nunca viu, a filha de Soun Tendo, grande amigo de seu pai. Soun Tendo reúne suas três filhas para dizer que uma delas se casará com Ranma, que, aliás, era totalmente desconhecido para as filhas, no intuito de manter o dojo Tendo como seu legado. Quando Ranma chega à casa da família Tendo, ele está na forma de garota. A confusão perdura até que Akane Tendo (a filha mais nova) vê Ranma, que tomava banho, na forma de garoto. A família Tendo descobre então, o segredo de Saotome e as duas irmãs mais velhas empurram o noivado com Ranma para Akane, uma vez que ela costuma esbravejar aos ventos que "odeia garotos" e da forma rude com que ela os trata na escola. Isso lhe dá a fama de "maria-rapaz". Ora, Ranma é,
em virtude de sua maldição, meio menina. O noivado arranjado, a vontade de livrar-se da maldição, a existência de outros pretendentes (garotas e garotos) tanto para Ranma quanto para Akane e personagens estranhos (alguns também amaldiçoados em Jusenkyo), fazem essa uma série de comédia-romântica caracterizada pelo amor e pelo ódio simultâneos no relacionamento de Ranma com Akane durante toda a história, bem como, pela dualidade da maioria dos personagens (algo inspirado no yin e yang do Taoísmo).

______________________________________

Meu Deus! O post ficou gigante, mil desculpas meus amores! Eu tentei dar uma resumida nos resumões mal-escrito da internet, mas esse foi o máximo que eu consegui. (Sim a parte do "teimoso como uma mula" no resumo de Inu Yasha fui eu quem escrevi).

Obs: o melhor site para se baixar anime é o Anime Shade. Mas ele não tem "Hunter x Hunter", então terão de jogar no Google.

Obs²: Eu deixei alguns links que vocês podem ter dúvidas e quererem saber quem é, eu já estou abituada com todos esses nomes.

Obs³: Quem quiser a assinatura poderia (por favor) deixar o nome como quer que a assinatura seja escrito (ex: Julia Barbosa ou JB, etc…), o tipo (ex: fofinho com flores, formato de nuvens) e a cor (com degradê, rosa com roxo, etc…) ?! Pode ser nos comentários mesmo.

Promoção – Descobrindo as Delícias da Leitura
Sobre Ovos de Páscoa
A porta da rua é a serventia da casa

Cada coisa com seu tempo

Já me peguei pensando, incontáveis vezes, como seria se eu fosse mais velha. Quando mais nova, era o máximo, eu poderia sair, não dar satisfações a ninguém e ainda poderia gastar meu dinheiro com o que quisesse (no caso, doces!). Mas olhando agora, se alguém me parasse na rua e perguntasse se eu gostaria de acordar, sei lá, com meus 30 anos de idade, eu diria não.

Não pela idade em si, mas acredito que cada coisa tem seu tempo e que provavelmente eu me daria muito mal se isso acontecesse de uma hora para a outra.

Certamente com meus 30 anos, eu ainda guerrearia com a balança como luto agora, mas em compensação teria um carro, o que diminuiria meu tempo de caminhada e consequentemente dava mais pontos para os quilos que costumam me assombrar. Também teria contas a pagar, um marido – ou um relacionamento estável – para cuidar, muito trabalho para fazer e incontáveis expectativas para alcançar. Isso também me arrecadaria alguns pontos de stress e, consequentemente, mais comida.

Não que eu pense apenas nisso, também teria as férias, onde – se eu conseguir a estabilidade financeira que pretendo ter – eu poderia conhecer países da qual sou apaixonada. Londres, Paris, Veneza…

Contudo, o fato é que, este futuro ainda está longe, mais de o dobro da minha idade atual. Pra que me agarrar a isso sendo que o futuro pode não chegar? No momento a única coisa que penso é em ir me preparando para o que pode vir, sem imprevistos com o que quero da vida. Porque nada, muito menos um futuro brilhante, se faz de uma hora para outra.

_________________________________________________________

Pensei muito na pauta, e concluí que é exatamente isso que eu pretendo fazer na minha vida. Construir meu castelo aos poucos!

ps: Gente, continuem votando no Thomoeda, você pode votar uma vez por dia!

Promoção – Descobrindo as Delícias da Leitura
Sobre Ovos de Páscoa
A porta da rua é a serventia da casa

Cometendo os mesmos erros

Já quis voltar ao passado para modificar incontáveis coisas que me aconteceram. Coisas importantes e outras nem tão importantes assim.

Já quis poder ter tomado coragem para conversar com aquele garoto que eu era a fim; já quis não ter sido ingênua ao ponto de ter me deixado enganar tão facilmente; já quis ter sido mais forte para poder proteger pessoas que amava, mas que hoje não estão mais comigo. Contudo, sei que se voltasse faria as mesmas coisas, os mesmos erros, veria minhas oportunidades escorregarem por meus dedos, denovo.

Sofreria denovo, choraria denovo, gritaria denovo. É por isso que eu prefiro deixar o meu passado em uma gaveta trancada, ainda guardado na memória, mas buscando não lembrar. Sei também que, se nada disso tivesse acontecido, não seria quem sou e não saberia o que sei.

Porque o passado é, acima de tudo, um modo de aprendizado. Que nos ensina a o que é certo e errado da forma mais convincente que existe. Continuo me arrependendo das besteiras que fiz, mas sei que com o meu presente, eu posso concertar pelo menos uma parte delas! E é para isso que luto.

Como disseram no filme Kung Fu Panda:

O ontem é história. O amanhã é um mistério. Mas o hoje é uma dádiva. E é por isso que se chama presente.

Pauta para o TDB – O que você faria se pudesse voltar ao passado?

______________________________________________________

Obs: Essa pauta foi difícil de fazer.

Obs²: Gente, continuem votando no Thomoeda, pleaaase! Agora o link está acima de onde participo e abaixo da caixinha de musica. Votem, votem!

Obs³: O que acharam da nova assinatura do blog? Quem quiser uma, é só pedir! =)

Promoção – Descobrindo as Delícias da Leitura
Sobre Ovos de Páscoa
A porta da rua é a serventia da casa

Pra quê te quero?

Depois de algum tempo é inevitável que o namoro esfrie, principalmente se ele entrar naquela rotina, sem que aconteça nada de novo. E é mais comum ainda que a pessoa fique com vontade de terminar o relacionamento, já que se não for para ser prazeroso, divertido e aconchegante, não há motivo algum para levar isso tudo a diante.
O problema geralmente é, como terminar aquele namoro de séculos apenas porque ele ficou entediante? Olhando de muitos ângulos, isso parece maldade, você sabe que não era a intenção do garoto – ou da garota – deixar o relacionamento cair na mesmisse e que, provavelmente, o seu companheiro ainda gosta de você. Se olhar bem, isso não é maldade, isso é cruel, muito, muito cruel!

Existem várias formas de se acabar com tudo, a primeira é você ser sincera e simplesmente dar um pé-na-bunda do companheiro, a segunda é simplesmente contratar alguém para agarrá-lo na sua frente para que você possa sair de vitima e, talvez, com a consciência menos pesada. Talvez.

O caso é que, se não está legal tem de terminar, só cabe a você mesmo saber o que fazer com o seu ex. Afinal, ele é seu, e não meu.

Pauta para o TDB – Como se livrar de um(a) ex? Alguém aí já passou por isso? Tem algum segredo mirabolante? Vale o mesmo para o ex mala e para o ex perfeito mas que você não conseguia esquecer? Enfim, como fazer para seguir em frente e deixar o passado mortinho da silva xavier para trás?

_________________________________________________________

Entre trancos e barrancos consegui terminar esta pauta, não que o tema seja difícil, mas é que não dá para beijar e mexer no pc ao mesmo tempo! Rárárá!

ps: no momento não faço ideia do que significa problemas com ex's!

ps²: Você me faria um suuuuuper favor? Abaixa um pouquinho a barra de rolagem, e embaixo dos selos de onde eu participo, você clica e vota em mim? É só clicar no selo do Thomoeda e depois marcar as letras de confirmação! Você faz uma criança feliz! =D

Promoção – Descobrindo as Delícias da Leitura
Sobre Ovos de Páscoa
A porta da rua é a serventia da casa
Página 71 de 83
«1 ...676869707172737475... 83››

Receba as novidades: