Raposa Crítica

Raposa Crítica

Freebie Banco de Ideias
Resenhas Literárias
GUIAS TERA ONLINE

Sonhos e Decepções


Como qualquer outra criança eu sonhei que o mundo era feito de algodão doce, que ninguém no mundo era mau e que o princípe encantado sempre salvava a princesa no final. O maior problema que eu podia ter era esfolar o joelho e brigar com um amiguinho na escola. Que mamãe e papai sempre davam um jeitinho nas coisas, e que aquela boneca era a coisa mais perfeita do mundo.

Naquele tempo eu não sabia o que era beijar, eu só gostava de correr e brincar. Que a comida sempre estaria no prato quando eu quisesse e que o a Terra era apenas o meu lar.

Quando se é criança, é muito fácil sonhar. Sonhar com coisas pequenas, banais, sem importância nenhuma, mas que na época eram tudo que eu sempre quis. Para nós não existia o verdadeiro significado da palavra problema; stress era algo outra língua. E Papai Noel sempre deixava um presente na árvore de Natal.

Com o passar do tempo eu via que as coisas eram diferentes, o corpo e a mente tão mudados quanto quando uma borboleta sai de um casulo. Os amiguinhos já colocavam apelidos e passavam a mão na bunda, aquela barbie não era grande coisa assim. Papai Noel na verdade não existia, uma decepção.

No mundo de hoje não dá para ser criança por muito tempo; precisa-se de muito esforço para pôr a comida no prato, de muito pulmão para aguentar o ar poluído e muita força de vontade para seguir em frente.

Até onde você iria por um mundo melhor? Para uma criança plantar uma árvore e vê-la crescer é demais, quando adulto você mesmo a coloca abaixo. A realidade era outra, totalmente diferente daquela que se sonhou um dia. Havia malícia e crueldade nos homens.

O primeiro amor ainda era algo meio infantil, a dor não. Criança não sofre, não com o arrastão que inunda a pessoa por dentro, pelo menos.

O mundo seria bem melhor se nascêssemos velhos e morresse-mos crianças.

"Eu quis saber da minha estrela-guia
Onde andaria meu sonho encantado
Fada-madrinha vara de condão
Esse meu coração sonhando acordado

Vai nos levar para um mundo de magia
Onde a fantasia vai entrar na dança
E quando o brilho do amor chegar
Eu quero é mais brincar, melhor é ser criança"

(Uni Duni Te – Trem da Alegria)

"Porque algumas essências não devemos esquecer, e a esperança, nunca perder."

Obs: estava num aniversário infantil hoje, e com tudo que estava acontecendo no mundo eu não vi preocupação nenhuma naquelas crianças. Têm algumas coisas que eu gostaria de ainda ter comigo.

Obs²: Essa musica embalou toda a minha infância, eu ainda gosto dela pela mensagem que passa.

Obs³: Tem enquete ali no cantinho! o/

Pra você que me ama.
Gossip Girl.

Y

If i were the president of Brazil…
Promoção – Descobrindo as Delícias da Leitura
Resenha – The Walking Dead

Receba as novidades:

A Espera


Não tinha um post definido para este dia, iria apenas comentar sobre o meu dia cansativo. Mas no momento em que eu vi essa foto, bom, eu me senti na necessidade de expressar a minha opnião. Para muitos apenas uma foto sem cor, mas para mim a estampa da solidão e da espera por algo que talvez nunca apareça, ou talvez, nunca volte.

Nosso mundo está sempre cheio de despedidas, mas muitas vezes não estamos preparados para a separação. Quando isso acontece acabamos sucumbindo à vontade quase incontrolável de esperar anciosamente, lutando contra cada alfinetada que as lembranças nos causam e catando os pedaços em que nosso coração se divide durante aquele sonho do que poderia ter acontecido.

Nós estamos ali, como naquela foto. Seres inanimados, sem vidas e presos num topor apavorante a espera da pessoa que vai chegar com a chave para libertar-nos de nossa prisão. A questão é, será que aquela pessoa vai realmente chegar? Será que enquanto você está a beira de um colapso ela não está feliz e sem sentir a miníma falta de você? O que te garante que ela vai voltar?

Não são as únicas perguntas, mas quem sabe as mais importantes e mais constantes em nossas mentes quando estamos perdendo as esperanças. As respostas você não encontra em lugar nenhum, nem nos livros ou até mesmo no Google. Acredite ou não, o Google não tem todas as respostas.

Apenas o tempo tem as respostas; respostas que muitas vezes são frustrantes. Ou não. Quem sabe a tal pessoa não esteja na mesma situação que você? É claro que as 'leis' dizem que quem vai, que tem de voltar. Mas você realmente pretende ficar esperando por algo que, provavelmente, nunca vai acontecer? Porque você não usa todos os seus recursos disponíveis e vai atrás da pessoa amada?

Eu digo à vocês com toda a convicção, se eu tivesse os recursos necessários, já teria encontrado o meu amor, pois como diz a musica: "Quem sabe faz a hora, não espera acontecer."

'Meu coração está em pedaços
Milhares de frangalhos
Num chão onde ninguém pisou

Ele renega uma ferida
A dor de uma vida
De alguém que muito amou.

O cérebro não colabora
É como um filme repetindo toda hora
As imagens que o coração luta para esquecer

Até onde irei pelo brilho dos teus olhos que tanto amo?!
Ainda se lembra dos risos apaixonados?!
Anceio em ter aquela sensação de volta ao menos por um instante
Até que meus olhos se abram na escuridão,
Escuridão de um quarto trancado

Quando voltas para mim?!
Se é que voltas, permito-me dizer

Tens uma chave que é só sua
Que além de libertar a dor,
abrirá as portas já escancaradas de meu coração para você,
Apenas para você.'

(Entrelinhas da saudade – Jade Amorim)

"Para tudo que fomos
Esteja comigo
Fique comigo
Apenas por agora
Deixe o tempo decidir quando eu não precisarei mais de
você

Minha mão procura por sua mão
Em um quarto escuro
Eu não encontro você
Me ajude
Você está procurando por mim?"

(Need – Hana Pestle)

Obs: O poema é meu sim, não fiquei muito satisfeita com ele, mas os sentimentos são verdadeiros. Espero que gostem.

Obs²: Need é uma musica, vocês podem escutá-la pelas minhas musicas ali no canto, é só ir passando as musicas até chegar lá, e a versão que encontrei não está muito boa, okay?

Pra você que me ama.
Gossip Girl.

Y

If i were the president of Brazil…
Promoção – Descobrindo as Delícias da Leitura
Resenha – The Walking Dead

Fakes, até onde eles são um problema?

Não há nada pior do que ser enganado por uma pessoa que você nem sabe quem é. Às vezes nós mesmos usamos esta faceta do computador – que é poder entrar se passando por outra pessoa, sem ter como provarem do contrário – a nosso favor. Muitas vezes por vingança, para difamar a pessoa que nos submete a tanta raiva, ou até mesmo pela falta de coragem de se mostrar "em público", por vergonha.
Sabem aquele ditado que diz que "Pimenta nos olhos dos outros é refresco"?! Então, fazer com os outros é legal, você cumpre o seu objetivo e ainda sai ileso da situação, mas e quando você é o alvo dos tão temidos fakes? Aí a história muda completamente.
Nunca pode se confiar em uma pessoa que se conhece pelo computador, pois você não a vê! Enquanto você acha que está conversando com o cara dos seus sonhos, aquele saradão de 1,89 de altura, olhos azuis e cabelos pretos espetados, você pode estar falando com um velho calvo, com aquela barriga de chope imensa e pedófilo. E você iria saber disso como?!

O que os olhos não vêem, o coração não sente. Ou sente, mas pode ser tudo uma ilusão. Falo isso por experiência própria.

Post para o TDB – Fake prós/contras (Continuo com o treino! )

Pra você que me ama.
Gossip Girl.

Y

If i were the president of Brazil…
Promoção – Descobrindo as Delícias da Leitura
Resenha – The Walking Dead

Dinheiro é viver?


As minhas aulas começaram segunda, nessa terça eu tive aula de redação, bom, eu sei que vocês devem estar se perguntando o porquê de eu estar falando sobre isso, mas é que eu vi uma coisa na aula que me deixou muito 'emocionada'. Tenho dois posts do TDB para fazer, mas constatei que este é um pouquinho mais importante. O texto, era esse:

Coisa que me impressiona na humanidade são os homens. Porque passam a vida gastando a saúde para juntar dinheiro, e depois gastam todo o dinheiro para recuperar a saúde. Passam o presente pensando no futuro, e quando, finalmente, este futuro chega, notam que nunca viveram o agora , e agora não há mais futuro. Vivem como se não fosse morrer, e morrem como se não tivessem vivido.

Dalai Lama (líder espiritual do budismo e da luta pela independência do Tibet)

Eu tinha comentado a ultima parte com o Lucas, acho que ele gosta das minhas frases. Bom, antes eu não tinha os direitos autorais, agora, alí estão. Espero que tenha gostado meu anjo.

Além disso, como era uma produção textual tinham três tópicos, que eu quero que não leiam apenas as minhas respostas, mas me digam também a de vocês, seja postando no seus blogs ou nos meus comentários.

a) Há nesse texto uma mensagem de conteúdo ético. Qual é essa mensagem?

Eu respondi assim: Muitas vezes as pessoas colocam a vida de lado pelo dinheiro, mas no fim acabam percebendo que isso de nada valeu, tarde demais, mas percebem. Portanto a mensagem que esse texto passa é a que não vale a pena se sacrificar tanto por uma coisa tão material e que temos também aprender a viver o agora.

b) Explique a relação entre a vida e o tempo feita no texto, e de que forma o autor faz uma crítica ao modo de vida moderno.

Eu respondi assim: Neste mundo capitalisma no qual vivemos o que importa é o dinheiro, o resto, é resto. Graças a isso as pessoas perderam a alegria de viver, e sem alegria, para que serve o dinheiro?

c) Escreva um texto, de sete a 12 linhas, manifestando a sua opinião as ideias de Dalai Lama.

Bom, isso não foi difícil, o que saiu:

O mundo atual não tem o que há de mais essencial, que é a alegria pelas coisas simples da vida. A frase que diz que o dinheiro não trás felicidade, não é tão errada assim.
Dalai Lama sabia disso quando escreveu o pequeno texto, ele simplesmente pediu para que resgatássemos esses valores tão importantes para manter-mos a paz mundial.

Ficou pequenininho aqui, mas deu 10 linhas no meu caderno. Acho que está tudo errado, rs. Tenho a "leve" impressão de que fugi do contexto. Mas nem eu consigo me refrear quando minha mente começa a trabalhar.

Agora eu quero saber as respostas de vocês, e quanto aos comentários do post passado, eu vou tentar responder alguns hoje e terminar amanhã, okay? =)

Pra você que me ama.
Gossip Girl.

Y

If i were the president of Brazil…
Promoção – Descobrindo as Delícias da Leitura
Resenha – The Walking Dead

Popularidade = Veneno Mortal


Há quem ache que a popularidade é a coisa mais perfeita que pode existir, mas nem sempre é assim. Muitas vezes esse desejo surge por a pessoa se sentir excluida e não ser nem notada pelo cara que está apaixonada.

O caso é que quando você se torna popular, consequentemente você se torna o 'alvo' de todas as fofoqueiras. Que é bom que falem da pessoa, é, mas pensem quando elas falam aquilo que você não quer que elas falem? Porque é disso que as viboras se alimentam, das desgraças alheias, ou você acha que aquela sua ajudinha à velhinha ao atravessar a rua vai valer algo? Elas vão praticamente desinterar o seu passado e junto com ele virá todas aquelas coisas que você provavelmente preferiria manter bem enterradas, a uns 20 palmos abaixo do chão.

Elas irão ficar sabendo se você comeu cola na primeira série, se caiu de bunda na frente de todo mundo, se você não conseguiu segurar e acabou fazendo as suas necessidades sem ser no banheiro. Elas irão fazer o máximo para acabar com a sua reputação, sabem porque? Porque elas têm inveja de você.

Se você ainda está motivada a se tornar a miss popularidade da escola eu vou te passar uma perspectiva não muito agradável: Você se torna primeiramente popular entre os garotos, e para isso você teria que se deixar ser mais rodada que corrimão. Não que isso seja tão horrivel assim – tem quem ache que não é -, mas pelas suas costas eles com certeza irão te chamar de nomes nada agradável e da qual você provavelmente não iria gostar nem um pouco.

Portanto não posso fazer nada senão afimar que a popularidade é um veneno que provavelmente acabará com a sua vida, não o deseje para ser o centro das atenções, pois quando você quiser se esconder e 'sumir' é que eles vão vir atrás de você.

Texto para o TDB: Popularidade – o que é in ou out?

(não, ainda não entrei, mas continuo com o treinamento.)

Pra você que me ama.
Gossip Girl.

Y

If i were the president of Brazil…
Promoção – Descobrindo as Delícias da Leitura
Resenha – The Walking Dead
Página 76 de 83
«1 ...727374757677787980... 83››

Receba as novidades: