Raposa Crítica
Freebie Banco de Ideias
Resenhas Literárias
GUIAS TERA ONLINE

Quando amar se tornou uma maldição

Esses dias me perguntaram porque estou a tanto tempo sem namorar ou sair com alguém. Me perguntaram se eu não sentia falta de ter alguém comigo ou pelo menos falta do sexo. Respondi que estou muito bem como estou e que decidi que não aceitaria mais relacionamentos tóxicos na minha vida, então antes só do que mau acompanhada.

Também perguntei a essa pessoa se ela já tinha se relacionado com alguém que amasse completamente. Se em algum momento na vida dela, ela se sentiu tão feliz que teve vontade de chorar.

Na subsequência desse diálogo, ela quis resumir o que eu disse como "Completo?!".

Não, completo não. Completo a gente tem que ser sozinho.

Transbordando.

É ao mesmo tempo a sensação mais incrível e desesperadora que já senti. É assustador. Esse sentimento vai despertar em você todos os seus medos e inseguranças ao mesmo tempo em que você vai sorrir apenas por ter a oportunidade de fazer o outro feliz.

Eu expliquei para essa pessoa que, pra mim, amar é uma maldição. A sua maior fonte de alegria também se torna a sua maior vulnerabilidade. E eu não gosto de quem eu sou quando estou apaixonada.

E é por isso que eu tenho medo de amar, é por isso que escolho tão bem quem pode ficar ao meu lado. E aí eu acabei preferindo ficar sozinha.

Tudo bem, não estou com pressa.

Saio em encontros, conheço pessoas, mas não me interesso. Não me apaixono. Não tem aquele frio na barriga. Tem horas que questiono se não estou me autossabotando, evitando.

Acho que é porque eu não estou disponível emocionalmente. Ainda há muitas feridas que não estão completamente cicatrizadas e, se não estou conseguindo me sentir completa, se não consigo me fazer feliz, como eu posso querer fazer outra pessoa assim?

É difícil falar

Já faz quase um ano que estava com esse post iniciado. Ele teve as mais diversas formas. Escrevi e reescrevi a perder de conta, aí perdia a coragem de postar.

É assustador se conectar a algo tão vulnerável dentro da gente e expor isso pra outrem.

Ma hoje me peguei pensando nisso enquanto voltava pra casa debaixo de chuva e escutava música. Me perguntei se tinha algo de errado comigo e se eu não estive mentindo a mim mesma esse tempo todo.

Não sei.

Autossabotagem é algo difícil de identificar e evitar.  No fim acho que estamos todos perdidos mesmo, sem saber bem o que está fazendo.

Enquanto não encontro alguém pra ficar ao meu lado e dividir a pipoca vou me focando em outras coisas. Trabalho, estudos, blog, livros, séries e jogos. O que não falta nessa vida é lugar pra escapar e se esconder da realidade e do que nos atormenta no peito.

Não sei se estou pronta pra amar de novo; mas quem está?

[ AUTOESTIMA ] Você já se elogiou hoje?
BEDA: Impressões finais e porquê não valeu a pena
A melhor pior pessoa do mundo

Receba as novidades:

10 comentários
  • Vanessa

    Posso falar da minha perspectiva? (desculpa vai vir textao rsrs)
    Só tive dois relacionamentos sérios nessa vida. Um namoro super abusivo que durou anos e eu só fui enxergar o abuso bem depois do fim do relacionamento, porque quando estamos dentro nao vemos as coisas tao bem. Nao era abuso físico, mas psicológico. Um relacionamento tóxico, onde a pessoa te usa, te trai muito e consegue distorcer tanto as coisas na sua cabeca que você até se sente culpada pelas merdas dele, e por nao perdoar o suposto arrependimento. E daí você está apaixonada e aquilo tudo dói muito mas você nao consegue sair daquele círculo. É um tipo de relacionamento que você sente uma espécie de peso.

    Depois desse relacionamento comecei o namoro com meu hoje marido e foi a descoberta de outro mundo pra mim. Eu aprendi o que é viver um relacionamento normal, como é amar e se sentir amada de um jeito saudável. O que eu aprendi é que o amor precisa ser leve, nao pesado, amor nao deve machucar nunca. Passei a entender que amor é diferente de paixao (às vezes as duas coisas andam juntas, às vezes é só uma ou outra e tudo bem). Sabe o amor que você tem pela sua família? Ele só está ali mesmo que nao te desperte borboletas na barriga. Amor quando você faz o melhor para o outro mesmo que você fique com a pior parte. É você comprar um fruta murcha e dar a parte mais bonita para o outro enquanto come a mais feinha. Amor é basicamente isso: guardar a melhor parte de algo pelo outro porque só de ver o outro feliz voc

    Responder
    • Vanessa

      ai meu Deus, dei enter antes de terminar o comentário rsrs

      enfim, só de ver o outro feliz te deixa feliz também… amor é você dirigir 40 minutos para comprar os biscoitos que alguém gosta mesmo que nem tenha sido pedido. Embora amar um homem/mulher seja um pouco diferente de amar alguém da sua família, de certa forma é muito similar. O amor está ali nos pequenos gestos. Você apenas sente o cuidado um com o outro. Basicamente é só isso. Nao é exatamente como aquela coisa de cinema, paixao avacaladora, borboletas no estômago… Na verdade encontrar um amor é mais como encontrar um melhor amigo mas com atracao sexual hahaha. É apenas sinônimo de cuidar e ser cuidado, de ter sonhos em comum e por isso querer constuir uma vida juntos.

      Esse amor tao leve e despretencioso é a melhor coisa do mundo e a melhor que já experimentei. Mas sabe quais as coisas que aprendi nessa minha experiência?
      1- amor nao é sinônimo de sofrimento, pelo contrário, é de cuidado e altruísmo.
      2- nunca aceite relacionamentos meia boca ou que te machuque ou que nao fluam naturalmente.
      3- amar assim como descrevi é ótimo, mas é só um plus da vida e nao uma coisa primordial da qual você depende para ser feliz. Quero que meu casamento dura para sempre, mas se nao durar, nao tenho o menor medo de viver a vida sem outro relacionamento.

      Nao tem nada de errado com você. Amor de homem/mulher nao se procura, apenas acontece se tiver de acontecer. Nem deveria ser meta de vida isso. Você nao forca amizades, porque forcaria um relacionamento amoroso? Amizades apenas acontecem, nao é? Amor também. Além disso, para que buscar um relacionamento se ainda nao estiver totalmente cicatrizada de algo do passado? A meta nunca deveria ser a busca por um relacionamento, deveria ser apenas a busca para se cicatrizar e se sentir plena consigo mesma.

      Querida, desculpa o comentário gigante, mas só queria dizer queamor nao dói mas que também nao tem nada de errado com você <3

      Responder
  • Nath

    Nossa, Jade, esse texto poderia ter sido escrito por mim hahaha

    Eu nunca senti vontade de namorar ninguém. Nenhum cara foi tão interessante assim — não que eu seja a pessoa mais interessante do mundo, né — mas eu nunca senti que deveria continuar o contato e tal. Muitas pessoas também me perguntam porque estou solteira, como se fosse necessário vc estar com alguém mesmo que a pessoa seja péssima.

    Mas sinceramente, Jade, acho que isso é de cada um e pronto.

    Não tem necessidade de se sentir mal ou culpada. Faça o que você quer fazer e viva sua vida. Se você sente que se arriscando mais talvez você teria um relacionamento, ~~~eu~~~ acredito que valha a pena. Porém, apenas quando você estiver certa sobre a situação do fundo do seu coração. E quando as coisas certas chegam na nossa vida, seja uma pessoa ou uma situação, a gente sente que aquilo veio especialmente para nós.

    Fico feliz que tenha compartilhado isso conosco. Às vezes a gente acha que apenas nós nos sentimentos de maneira X, mas tem milhares que sentem o mesmo.

    Beijos! 🙂

    Responder
    • Jade Amorim

      Nath, obrigada pelo carinho. Compartilho essas coisas exatamente para encontrar pessoas que se identificam. Acredito que temos é que cuidar de nós mesmos e quando for pra acontecer, acontecerá. 😉

      Responder
  • Carol Justo

    Cara, seus textos ❤
    Eu acho que nunca busquei alguém, mas eu sempre quis ter alguém do meu lado, por sorte, eu vivo isso. Mas é tão ruim a pressão que a sociedade nos poe para ficar com alguém, para estar em um relacionamento, para ter um amor… Sabe, acho que ficar sozinha é uma dádiva. E cada um tem o seu próprio tempo, não precisamos sair atropelando nossas vidas em busca de um amor.

    Acho legal essa sua decisão de querer escolher muito bem quem vai ficar do teu lado, e concordo que amar nos torna frágil, porém é assim que as coisas funcionam. Acredito que o amor vem, quando tem que vir. O importante é nós estarmos preparadas para receber alguém em nossa vida, e para isso precisamos nos amar primeiro, acima de tudo.

    Carol Justo | Pink is not Rose

    Responder
    • Jade Amorim

      Carol, fico feliz que goste dos meus textos, geralmente eles vem de maneira bem pessoal e é bom ver que pessoas encontram essa identificação. Sabe, hoje estou muito procurando cuidar de mim, e torcendo pra que quando eu encontrar alguém seja verdadeiro e eu esteja bem comigo mesma e não arruinar tudo! rs

      Responder
  • Gabi

    Oi, Jade!
    No meu ponto de vista, as coisas acontecem quando tem que acontecer, e sempre por um motivo. Se você decidiu ficar sozinha por fora, talvez não seja autossabotagem, mas somente porque ainda ninguém te chamou atenção, ou no íntimo você sabe (mesmo que não saiba!) que ainda não é a hora certa. Você vai se entendendo, se conhecendo, e na hora certa aparece alguém. Eu acredito nisso. Nada acontece por acaso.
    Ah, e é tão bom colocar pra fora! 🙂 Não se sinta reprimida!
    Beijão.

    Responder
    • Jade Amorim

      Gabi, concordo totalmente. Às vezes me pego pensando no assunto, mas nada melhor do que deixar acontecer com o tempo. Tenho muitos anos ainda pra isso.

      Responder
  • Divana

    Oi Jade! Tudo bem?

    Tem um tempinho que não passo por aqui né? Hehehe
    Então, gostei muito do seu texto e o legal é que ele não fala apenas daquilo que você está passando, mas um monte de outras pessoas também. Quem jamais se sentiu assim? Além disso, a pergunta de "vou ficar sozinha pra sempre?" sempre surge junto.
    Mas o mais importante você disse: temos que ser completas sozinhas, não pra completar a outra pessoa, mas para acrescentar na vida dela quando algo surgir, e que pode ou não demorar.
    E sim, quem pensa que está preparado para um relacionamento assim, do nada? Acho que ninguém, porque eu também não sei quando vou estar e se estou.

    Abração!

    Responder
    • Jade Amorim

      Oi Div, tudo bem? De fato acredito que ninguém está preparado para um relacionamento, o negócio é deixar acontecer né? 😉

      Responder

Receba as novidades: