Raposa Crítica
Freebie Banco de Ideias
Resenhas Literárias
GUIAS TERA ONLINE

Resenha – Marina

  • Nome: Marina
  • Original: Marina
  • Autor: Carlos Ruiz Zafón
  • Gênero: Ficção
  • Páginas: 189
  • Editora: Suma de Letras
  • Sinopse: "Em maio de 1980, desapareci do mundo por uma semana. No espaço de sete dias e sete noites, ninguém soube do meu paradeiro. (…) Uma semana depois, um policial à paisana teve a impressão de conhecer aquele garoto; a descrição batia. O suspeito vagava pela estação de Francia como uma alma penada numa catedral de ferro e névoa. O policial me abordou com um ar de romance de terror. Perguntou se meu nome era Óscar Drai e se era o rapaz que havia sumido sem deixar rastros do internato onde estudava. (…) Na época, não sabia que, cedo ou tarde, o oceano do tempo nos devolve as lembranças que enterramos nele. Quinze anos depois, a memória daquele dia voltou para mim.Vi aquele menino vagando entre as brumas da estação de Francia e o nome de Marina se acendeu de novo como uma ferida aberta."

Não é nenhuma novidade a minha paixão pelo Carlos Ruiz Zafón, tanto que sinto-me até suspeita para falar de mais esse volume dele. Marina é um livro pequeno em comparação aos outros dois lançados no Brasil, mas tão emocionante e significante quanto qualquer outro do autor.

Sempre nos contando a estória pela visão da personagem, no caso Óscar Drai, é fácil sentirmos toda a emoção que transpassa o seu coração de adolescente. Também, com essa estilística, acabamos vendo e sentindo tudo junto com o personagem, sentindo suas mesmas confusões e euforias durante as descobertas, afinal, tem sensação mais revoltante do que você estar lendo e ficar "Como você não pode ver que foi ele que matou? Larga de ser burro!", e geralmente isso gera muito estresse.

Sobre Óscar não há muito o que falar, é um garoto que gosta de ficar vagando pela cidade e casarões esquecidos nos intervalos no internato. Já Marina, quem dá nome ao livro, é misteriosa na medida certa. Uma garota que vive com o pai, órfã de mãe e que esconde um grande segredo.

"Ao examiná-lo, estava profanando uma coleção de lembranças que não me pertenciam. Percebi que aquelas imagens de tristeza e infortúnio formavam, à sua maneira, um álbum de família. Passei as páginas repetidas vezes, pensando que existia entre elas um vínculo que ia além do espaço e do tempo. Finalmente, fechei o álbum e o guardei de novo na bolsa. Apaguei a luz, e a imagem de Marina caminhando em sua praia deserta inundou minha mente. Fiquei olhando ela se afastar pela beira da água até o sono calar a voz da maré."

Obviamente, é um livro do Zafón, então não se pode esquecer ou descartar a investigação e os mistérios que envolvem a trama. O assunto abordado dessa vez é uma grande polêmica, mas ao mesmo tempo te faz pensar sobre a vida e como cada um encara-a.

Cheia de euforia, devorei a obra em apenas algumas horas, ao terminá-la, tinha marcas de lágrimas na face. Como sempre, Marina é um livro frenético, encantador e emocionante. Nos relatando sempre uma Barcelona envolta em brumas e tramas. Recomendadíssimo.

Enrrolei para criar essa resenha mas consegui. É um livro que me encantou demais, que eu dei pra Thami de Amigo Secreto e já foi parar lá na Anna. Espero que tenham gostado. A promoção ainda vai rolar, quarta-feira eu fecho ela e faço o sorteio. Gostaram do novo layout? Aguardem que em breve teremos novidades.

Promoção – Descobrindo as Delícias da Leitura
Resenha – The Walking Dead
Sobre Ovos de Páscoa

Receba as novidades:

16 comentários
  • Thays

    Nossa, achei a história desse livro bem profunda, o que me chamou bastante a atenção. Pelo menos a resenha me trouxe à memória A Menina Que Roubava Livros… não sei exatamente o motivo,mas em algo me lembrou a narrativa dele.
    bj

    Responder
  • CARLA WOLF

    Adorei esse livro,não conhecia o autor,mas gostei da história,gosto de livros assim!
    Adorei o novo lay
    wolftheideia.blogspot.com

    Responder
  • Akemi Takarai

    Não conhecia o autor, vou tentar conhecer =3

    E concordo com o comentário ali acima, vc sera uma ótima jornalista!

    ^^

    Bjinhuss

    http://akemi-takarai.blogspot.com/

    Responder
  • Marcos de Sousa

    Nunca li nada do Carlos Ruiz Zafón. Estou com esse livro e um outro dele e espero ler em breve. Todo mundo diz que a escrita dele é maravilhosa.

    Beijos

    Responder
  • Anne Beatriz

    Já vi A Sombra do Vento e O Jogo do Anjo aos montes pelas livrarias da vida, mas eu normalmente passo das prateleiras de destaque e vou me afundar naquelas desconhecidas e nos livros que vão me encantar pelo título e pela capa.

    Adorei o livro também e acabei de postar a minha própria resenha no blog. Quem sabe eu não consiga ler os outros livros de Zafón, hein?

    Ah, o layout tá uma fofura!

    Responder
  • Déborah-alana

    Olá Jade esse livro mexeu comigo, adorei a resenha, quero muito muito ler, gostei mesmo 🙂 beijinhoos Jade

    Responder
  • :: Loma

    Hey ^^

    De ontem pra hoje, li 3 resenhas sobre esse livro e está na lista. Quero muito ler – o mais bacana que todas apontam para o positivo.

    Xxx

    :: Loma

    Responder
  • Lu Rosário

    E só uma coisa: Você será uma ótima jornalista, não tenho dúvidas disso!

    ** Tinha que te falar isso..rs

    Responder
  • Lu Rosário

    Parece ser legal sim, nunca li nada dele… mas gosto de romances que possuem mistério.

    * Quanto ao Foge de Liga da Justiça.. eles colocam o Foge justamente para causar a ambiguidade sonora, tanto faz se dizem foge ou fode.. o /g/ e o /d/ possuem som parecidos e dão aquele toque especial na música..ahahaha. Hoje em dia é difícil encontrar uma música para dançar..que não seja povoada de sentidos duplos.

    Bom estar por aqui.
    Beijos!

    Responder
  • Louise Berdine.

    Ah, nunca ouvi falar do Carlos Luiz, nem das obras dele, mas graças ao seu blog agora sem quem ele é. huhu Eu gosto de livros assim, cheio de suspenses e tudo mais, ADORO haha muito bom a resenha 🙂 tá de parabéns e o blog tá lindo *–*

    Responder
  • Jeniffer Yara

    Já ouvi muito falar do Carlos Luiz, e tanto desse livro como o A sombra do vento, mas ainda não tinha lido nenhuma resenha de um livro dele, e lendo a sua, a curiosidade de ler uma obra dele veio. Já entrou pra minha lista de livros desejados *-*

    Beijos

    Responder
  • Mih

    Muita fofura o tema, fiquei curiosa com o livro, que suspense…#queroler
    Respondi seu comment lá no post do memê tá?
    Beijão.

    Responder
  • Jota

    juro que nunca ouvi falar dele, mas um autor que trata de assuntos polêmicos merece ser resenhado e divulgado. Gostei muito da narração que tem na sinopse e fiquei morrendo de vontade de ler. Será quanto ele custa heim?

    Se cuida, obrigado pela visita no meu blog 😉

    Responder
  • Jader Monteiro

    Pela resenha o livro já parece ser ótimo, mas quando li na capa que era do autor de "A Sobra do Vento", ai sim é um livro muito BOM! :B
    Adorei a resenha! 🙂

    Ah, e tem SELO pra você lá no blog! 😉

    http://cinco-datarde.blogspot.com/

    Responder
  • Babi Farias

    Li apenas "O jogo do Anjo" dele e por ser extenso acabou sendo cansativo, apesar do enredo envolvente. Marina entrou essa semana na minha lista de "vou ler". Os elogios à trama e ao autor são sempre motivadores.

    Beijo, Jade.

    Responder
  • Thamy

    E eu te agradeço pela oportunidade de conhecer esse autor maravilhoso!

    Beijão!

    Responder

Receba as novidades: