Raposa Crítica
Freebie Banco de Ideias
Resenhas Literárias
GUIAS TERA ONLINE

'O Diabo ataca em Wimbledon' e como o livro ganhou um Grand Slam

Eu adoro O Diabo Veste Prada. Acho que pra quem curte o gênero, o livro é um clássico. Quando fiquei sabendo que um novo livro da Lauren seria lançado pela Record, eu automaticamente o quis. E foi assim que coloquei minhas mãos em O Diabo ataca em Wimbledon.

Divertido, inteligente e foi quase como ler o clássico. Mas isso não é exatamente um ponto positivo. É que é a mesma fórmula em uma história diferente, sabe?

E eu não vou negar que eu não adorei, que eu não amei a Charlie, que não torci por ela, mas… poxa, previsível.

Dessa vez ao invés de estarmos no mundo da moda, estamos no mundo do tênis profissional. Vamos abrir um adendo para dizer: Lauren Weisberger eu lhe venero por conseguir transitar por mundos tão diferentes com tanta fluidez, pois o livro também serve pra nos apresentar bastante para o universo do tênis. Não só sua parte glamourosa, mas as dificuldades e os sacrifícios.

Quantas tinham filhos entre as vinte melhores? Nenhuma. Os homens não ficavam exatamente ansiosos para seguir as namoradas tenistas pelo mundo, esquentar a cama delas à noite e tomar café com elas às seis da manhã em cafeterias de Dublin a Dubai, esperando para abraçar as mulheres suadas e exaustas quando finalmente saiam da quadra exultantes ou enraivecidas.

— O Diabo Ataca em Wimbledon

A nossa protagonista é uma tenista queridinha dos americanos, Charlotte "Charlie" Silver. Só que ela em toda sua carreira profissional só conseguiu chegar até o 23º lugar entre os melhores do mundo. E, bom, quando você sonha em ser bom em algo, você não sonha em ser o 23º, não é? Você quer ser o número  um!

Se você não estiver adiantada, está atrasada

Buscando atingir esse objetivo, Charlie faz um pacto com o diabo – o treinador carrasco Todd Feltner. Ele não só será responsável por um treino rigoroso, como também trabalhará de uma maneira avassaladora em sua imagem. De repente a vida de Charlie está lotada de estilistas famosos, festas exclusivas, iates gigantescos e gente famosa.

De acordo com Todd, ninguém chega ao topo sendo "bonzinho". Se Charlie realmente quiser ser a número um do mundo e ganhar as competições ela deve acabar com a sua imagem de garotinha sorridente e estar pronta para massacrar suas adversárias.

Contudo, é claro, sempre há um preço a se pagar. E num mundo em que a aparência é quase tão importante quanto a habilidade em quadra, Charlie talvez precise se perder para conseguir vencer e atingir seu objetivo. O que é bem fácil de acontecer, levando em conta que Charlie passa 50 semanas do ano viajando em torneios.

Com narrativa leve, sexy e fluída, você logo irá querer ser a melhor amiga da nossa protagonista. E também do Jack, o irmão e agente dela. Sério. Que personagem incrível, meus caros. Apesar de Todd ser o nosso "diabo" da vez, eu achei que a participação dele é bem ausente. A aura dele está sempre lá, suas regras e etc, mas Charlie nunca sai do foco da narrativa.

Quando a autora é tão maravilhosa que ela é o cover inteiro do livro.

O Diabo ataca em Wimbledon é um daqueles livros leves e divertidos que você lê em alguns poucos dias. Talvez em um único fim de semana, para se divertir e descansar a cabeça. É uma indicação incrível para quem busca relaxar depois de uma semana estressante e corrida.

O Diabo Ataca em Wimbledon
Título da obra: O Diabo Ataca em Wimbledon
Autoria: Lauren Weisberger
Páginas: 400
Gênero: Chick-lit, Romance
Editora: Record
ISBN: 9.7885011103E+12
Ano de publicação: 2020
Onde encontrar: SkoobGoodreads
Onde comprar: AmazonSaraivaSubmarino
Sinopse: 'Até onde você iria para chegar ao topo? Da mesma autora de O diabo veste prada”!Quando a tenista queridinha dos americanos, Charlotte “Charlie” Silver, faz um pacto com o diabo — o treinador carrasco Todd Feltner —, é catapultada para um mundo de estilistas famosos, festas exclusivas, jogos beneficentes a bordo de iates gigantescos e encontros românticos com a realeza hollywoodiana. Sob a nova direção impiedosa de Todd, Charlie, a menina boa, já era. Todd só quer saber de Charlie, a “Princesa Guerreira”. Afinal de contas, ninguém chega ao topo sendo bonzinho. Revistas e blogs de fofocas seguem Charlie freneticamente em suas viagens pelo mundo perseguindo vitórias em Grand Slams e manchetes no Page Six. Mas, quando a estrela da Princesa Guerreira ascende dentro e fora das quadras, há um preço a pagar. Num mundo obcecado por aparências e celebridades, estaria Charlie Silver disposta a se perder para vencer a todo custo? De Wimbledon ao Caribe, do US Open ao Mediterrâneo, O diabo ataca em Wimbledon é um passeio sexy e perversamente divertido por um mundo em que as apostas são altas — e as regras do jogo nem sempre são respeitadas.
Como sai da maior ressaca literária do ano
A visão sobre a mulher de Zack Magiezi em 'Notas sobre Ela'
Refúgios e histórias em 'Minha Vida Fora dos Trilhos'

Receba as novidades:

12 comentários
  • Luíza Fried

    Nunca li O Diabo Veste Prada por ter assistindo o filme primeiro e aí já perde o encanto da leitura pra mim, então vou jogando outros na frente, haha. Mas eu amo o filme demais e é bom saber que agora tenho uma outra opção parecida da autora mas em um outro "mundo", sendo do tênis agora. Pena que é previsível, isso já me faria não querer comprar um próximo livro lançado por ela, imaginando que todos seguiriam a mesma linha.

    Responder
    • Jade Amorim

      Luíza, eu também fico meio assim entre escolher ler um livro ou ver um filme, mas adorei a leitura dessa obra, acredito que é sempre bom dar uma chance pra autora! 😀

      Responder
  • Talita Oliveira

    Não li O Diabo Veste Prada, mas amo tremendamente o filme! Não é o de meu feitio, mas, compraria esse livro só pela capa, imagina uma beleza dessas na minha estante, kkk
    Curto muito livros leves e não vejo a hora de me apaixonar pela escrita da Lauren, se já queria conhecê-la imagine depois dessa resenha :)!

    Responder
    • Jade Amorim

      Talita, ele é lindo mesmo, e os detalhes em dourado então! ♥

      Responder
  • Marlene Conceição de Jesus

    Oi Jade.
    Eu ainda não li O diabo veste prada, mas ele está na minha lista já faz bastante tempo.
    Esse novo livro da autora também tem uma premissa para lá de interessante, adoro livros que tem uma escrita fluida com personagens leves e divertidos,.
    Por isso não poderia deixar de conferir, O diabo ataca e, wimbledon.
    Bjs.

    Responder
    • Jade Amorim

      Marlene, esse é um ótimo livro para relaxar, espero muito que goste!

      Responder
  • RUDYNALVA CORREIA SOARES

    Jade!
    Fã também de O Diabo veste Prada gostaria de ler esse novo livro da autora, mesmo que em alguns aspectos sejam previsíveis, ver que o Diabo dessa vez é um homem e que o universo agora é no mundo esportivo, tênis mais especificamente, torna o livro interessante.
    “Deus com Sua infinita Sabedoria, escondeu o Inferno no meio do Paraíso para que nós sempre estivéssemos atentos.” (Paulo Coelho)
    Cheirinhos
    Rudy

    Responder
    • Jade Amorim

      Rudy, exatamente, foi uma leitura deliciosa e espero que você também a aprecie! Beijos!

      Responder
  • Mari Dahrug

    Adoro livros assim mais leves e divertidos pra passar o tempo,já coloquei na minha lista!!

    Beijos
    Mari Dahrug
    https://www.rabiskos.com.br/

    Responder
    • Jade Amorim

      Que bom que gostou, Mari!

      Responder
  • Simone Benvindo

    Se já é parecido com Diabo Veste Prada, já sei que vou gostar. Mas eu sempre prefiro algo que não seja tão previsível assim. Mas é em um universo completamente diferente né? Só sei o básico sobre tênis, deve ser uma vida super regrada. Amei sua resenha. Beijos

    Responder
    • Jade Amorim

      Simone, acho que é o previsível clássico do clichê, né? Não é exatamente ruim! hahaha

      Responder

Receba as novidades: