Raposa Crítica
Freebie Banco de Ideias
Resenhas Literárias
GUIAS TERA ONLINE

Os simbolismos macabros de 'Segredo de Sangue'

Esse ano está começando a todo vapor com coisas investigativas. Se você está acompanhando o blog com certeza já leu a minha resenha anterior de Destroçados, um livro de romance policial. Sem contar que eu me viciei em The Mentalist, uma série maravilhosa do mesmo gênero. E agora trago para vocês a resenha de Segredo de Sangue da escritora Tess Gerristen.

Nunca ouvi falar dessa autora, então não sabia o que esperar do livro. Mas, para a minha alegria, janeiro me presenteou com muitas leituras boas e essa não foi uma exceção. E olha que eu não estava muito confiante na leitura (sinopses não devem ser levadas tão a sério…).

O livro tem três protagonistas que são: a legista Maura Isles; a detetive Jane Rizzoli e uma terceira mulher misteriosa que é apresentada logo no começo, mas não quero estragar a surpresa.

Não se engane, nada é preto e branco

A autora apresenta os fatos de uma forma que fará você duvidar de todo mundo e ao mesmo tempo se questionar se está certo ou errado. Sem contar que ela deixa vários detalhes de quem é o maior suspeito, mas só percebemos no final as dicas.

Uma coisa que eu amei no livro foi que os capítulos eram bem pequenos! Quando eu reparava já tinham se passado uns cinco. Então você já deve imaginar que foi uma leitura bem rápida (outra coisa que eu amo). Não consegui terminar ele em um dia porque comecei a ler de noite, mas daria para terminar tranquilamente.

“Somos todos bolas de bilhar hoje em dia, esbarrando brevemente um no outro e depois rolando para longe.”

Segredo de Sangue tomou um rumo bem inesperado para mim e isso foi muito bom. Eu não esperava de forma alguma descobrir do que se tratavam os simbolismos e acho que qualquer leitor ficará tão espantado e impressionado quanto eu. É um assunto que nunca vi em outro livro e por isso ganhou pontos comigo.

Acho que minha personagem preferida é a Maura. Gosto do jeito que ela pensa. É difícil dizer exatamente o que nela que me fez gostar, deve ser apenas aquela coisa de “o santo bater”. E a Jane não fica para trás, ela é muito divertida, principalmente quando está com a mãe. As duas são bem construídas e apresentadas de uma forma que o leitor consegue se identificar, nem que seja um pouco com algo em relação à elas.

“Os mortos eram sempre uma boa companhia. Não faziam exigências, não esperavam favores.”

Não posso falar muito da trama, porque como é uma leitura rápida, tudo vai se desenvolvendo rapidamente também. A única coisa que eu posso dizer é: quando você achar que encontrou o assassino, pode ter certeza que está completamente errado.

“Monstros podem aparecer em diferentes formas e tamanhos, e os mais perigosos são aqueles que passam insuspeitos, aqueles em que se acha que pode confiar.”

Se você já leu me deixe saber o que achou do livro nos comentários, vou adorar conversar sobre ele! Se não leu, e gosta de uma boa investigação, com certeza deveria colocar ele na sua lista ou até mesmo pegá-lo para ler imediatamente! Vale muito a pena a leitura.


Segredo de Sangue
Título da obra: Segredo de Sangue
Série: Rizzoli & Isles # 12
Autoria: Tess Gerristen
Páginas: 350
Gênero: Crime / Ficção
Editora: Record
ISBN: 9.78850110949E+12
Ano de publicação: 2017
Onde encontrar: SkoobGoodreads
Onde comprar: AmazonSaraivaSubmarino
Sinopse: Um crime volta para cobrar mais vítimas no novo caso da detetive Jane Rizzoli e da legista Maura Isles. Cassandra Coyle, 26 anos, roteirista e produtora executiva de filmes de terror independentes, encontrada morta na cama de seu quarto com os dois globos oculares arrancados e deixados na palma de sua mão esquerda.Timothy McDougal, 25 anos, contador, encontrado morto na véspera do Natal num píer com três flechas enfiadas em seu peito nu. Dois homicídios completamente distintos com uma única relação: a causa da morte é uma incógnita. Resta à detetive Jane Rizzoli e à legista Maura Isles solucionar o mistério antes que o assassino faça sua próxima vítima.
As Coisas que eu Aprendi Depois que eu LI!
A diversidade em 'A longa viagem a um pequeno planeta hostil'
Resenha – Liberte meu Coração

Receba as novidades:

Receba as novidades: