Raposa Crítica
Sorteio Harry potter 20 anos especial grifinória
FREEBIES
Guias TERA Online

Shigatsu wa Kimi no Uso, a sua mentira em abril

Quando li a news da Panini anunciando o lançamento de Shigatsu wa Kimi no Uso (Your lie in april, no mangá), eu quase chorei de emoção. Tive o meu primeiro contato com a obra em forma de anime, lançado em outubro de 2014 e finalizado com 22 episódios, que logo se tornou uma das minhas histórias favoritas.

Esperei ansiosamente pelo lançamento, e pretendia trazer a resenha da obra aqui para o blog em abril. Porém, o lançamento do primeiro volume que estava previsto para o dia 28, só chegou dia 10 por aqui. E não podia resenhar algo antes de recebê-lo, não é verdade? Mas faça de conta que estamos lendo em abril por questões poéticas.

Finalizado em 11 volumes que sairão mensalmente, a história acompanha Kousei Arima, de 14 anos. Ele é um pianista prodígio que, devido aos duros treinos impostos por sua mãe e instrutora, se tornou famoso entre os músicos infantis. Contudo, após o falecimento da mãe, Arima teve um colapso mental durante um recital de piano quando tinha apenas 11 anos.

Por conta disso, ele não consegue mais ouvir o som do piano, embora sua audição esteja perfeita. Amargurado, o garoto mantém distância da música, vivendo de maneira monótona. Resignando-se a viver sem exercer sua paixão, apenas na companhia de seus amigos, Tsubaki e Watari, um dia ele conhece Kaori. A linda Kaori Miyazono, uma violinista animada e cheia de personalidade, que vem pra fazê-lo repensar todas as certezas que ele tinha sobre a música.

Apesar de ser sobre jovens, Your lie in april é uma história cheia de poesia e delicadezas. É sobre medos, traumas, amizade e apoio. E música clássica, é claro.

Quando me dou conta, a cena se repete como um refrão por trás das telas de nuvens vermelhas e na escuridão das minhas pálpebras fechadas. Várias, várias e várias vezes. Tudo que minha mãe me deixou, cada uma delas parecem se quebrar dentro de meu peito. Quero ouvir mais uma vez, mas ao mesmo tempo, não quero. Quero vê-la mais uma vez, e não quero. Qual era o nome desta sensação? Como se chamava este sentimento?

 

Apesar de você não conseguir escutar a música enquanto lê o quadrinho, o autor de One Piece, Eiichiro Oda, elogiou a habilidade de Naoshi Arakawa (autor de Your Lie in April) pela habilidade de fazer com que o leitor 'sinta' a música. "Você consegue ouvir a música, o que é o mais difícil de se retratar em quadrinhos. O jeito como a música é abordada nesse mangá é incrível. Alguns artistas japoneses conseguem transmitir uma sensação única e indescritível em seus filmes, ilustrações e obras, e este autor é um deles". (fonte)

Escrito e desenhado por Naoshi Arakawa, o traço do mangá é bastante simples. Há diversas páginas com artes belíssimas e momentos de reflexão e introspecção. Essa delicadeza na abordagem garantiu à obra a nominação para o 5º Manga Taisho Award em 2012 e o prêmio 'Kodansha Manga Awards', em 2013, na categoria de Melhor Shounen.

Falando sobre o volume do mangá em si, a edição da Panini veio no formato padrão, 13,7x20cm. A arte da capa é a mesma utilizada no original em japonês e o miolo é em papel jornal. Com o acréscimo de capas internas coloridas, a obra chegou às bancas ao preço de R$ 13,90.

Apaixonada por comida, apaixonada pelas coisas simples do dia a dia, apaixonada pelo violino, apaixonada pela música… É por isso que você parece brilhar. Como se chama este sentimento?

 

Apesar de ser bastante maleável, a leitura pode ser um pouco comprometida pela leve transparência da página. Até quando fui tirar fotos do volume precisei tomar cuidado para que a página de trás não refletisse a da frente. Isso se deve à gramatura do papel escolhido para a serialização, mais fino que o normal.

Além do anime, a obra também conta com adaptações para o teatro. Em setembro de 2016, foi lançado a adaptação em filme live-action.

E mesmo que Your Lie in April se pareça com uma história de drama clichê, ela vai muito além disso. De alguma maneira, Naoshi consegue fazer com que nos conectemos a cada um dos personagens intimamente. Você sente a dor, o carinho, os medos e os sonhos de todos eles. Você vai se apaixonar por todos, e carregará suas histórias no seu coração por muito tempo.


Nome: Your Lie in April
Original: Shigatsu wa Kimi no Uso
Número de Páginas: 224
Editora: Panini Mangá
Volumes: 11 volumes


Skoob | Goodreads | My Anime List
Bora lá atrás dos "Rastros de Sangue"
A ficção de 'As Primeiras Quinze Vidas de Harry August'
A libertação das lagostas em "Inventei você?"

5 comentários
  • Beatriz Cavalcante

    Eu comecei a assistir esse anime mas não terminei. Vi o mangá saindo pela Panini e fiquei tentada a comprar mas como já estou acompanhando 4 achei melhor esperar. HAHAHA Mas pelo post é muito amorzinho. <3333 E eu adorei os detalhes da capa. 🙂

    Beijo!

    Responder
  • Nath

    Amei o anime! Gosto de música clássica e sempre quis tocar violino, então fui logo assistindo hahaha
    Gostei muito da história, bem emocionante e diferente, especialmente toda a relação do Kousei com a mãe e como eles retratam que você tem que dar o seu melhor e será recompensado.
    Eu tenho preguiça de ler o mangá se vejo o anime primeiro, então não sei se vou ler hehe~

    Beijos!

    Responder
  • Simone Benvindo

    Achei o tema da história envolvente principalmente por se tratar de amizade e traumas, coisas que são fáceis de se identificar. Não sou de ler mangás, mas fiquei curiosa.
    Charme-se

    Responder
  • Mari Dahrug

    Eu nunca acompanhei muito mangá, embora ache os desenhos em si incríveis. Bem legal isso de ter em teatro também, deve ser muito legal.

    Beijos
    Mari Dahrug
    https://www.rabiskos.com.br/

    Responder
  • Daianny Rocha

    MDS! Eu estou realmente curiosa para ler, passei tanto tempo longe de mangas e animes que nem conheço mais nada sobre. E sobre esse manga, como estou curiosa, passei anos da minha vida estudando musica – violino e violoncelo – e pelo que escreveu, sem duvida, vou amar o modo que é retratado, algo que eu quase nunca gosto – odeio isso, mas sou muito critica com musica e até hoje não consegui mudar,

    Uau, após live action, anime, peça, tem como não estar cada vez mais curiosa? Mesmo tendo aquele clichê ali e um aqui, que clichê não nos conquista? Eu que sou a apaixonada por Kaichou Wa Maid Sama, sei bem o que é ser conquistada por um clichê.

    Sem duvida, já quero ler e assistir! Beijinhos!

    Responder

Receba as novidades: