Raposa Crítica
Freebie Banco de Ideias
Resenhas
TOP COMENTARISTA SETEMBRO

Tudo que me completa, e te substitui

Pessoas são instáveis, vagarosas e egoístas. Não são confiáveis, em absoluto. Um dia te abraça e te beija, no outro abraça e beija outro. Qual a necessidade de se manter alguém assim por perto senão por masoquismo e a própria insegurança?

Você quer fazer parte de algo. Eu quero estar fora de tudo. E você diz que não vivo por eu não querer me rodear de semelhantes que lutam para ser diferente… de uma maneira igual.

Veja bem, a sua concepção de vida da minha se provam bem controversas. Quem não vive é você que deixa de ser quem você é para agradar meia dúzia de outros que também deixam de ser quem são para agradar uma outra meia dúzia. No fim são apenas um bando de ninguém deixando de ser alguém para agradar um outro grupo de ninguéns que fingem que gostam de algo que sequer existe porque ninguém gosta e, consequentemente, todos parecem gostar.

Caótico demais para mim.

Prefiro minha solidão, muito mais simples de lidar.

[ AUTOESTIMA ] Você já se elogiou hoje?
A melhor pior pessoa do mundo
Piadas ofensivas? Mas o problema é realmente da piada?

2 comentários

Receba as novidades: